Independência do Brasil

Segunda, 6 de Setembro de 2021

Independência do Brasil

 

Você conhece as expressões “Uai sô”, “Lavar a égua” e “Pra inglês ver”?

Sabe de onde vem e o que significam?

Vamos lá!

 

Essas são algumas expressões oriundas do período colonial. O significado de cada uma:

 

“Uai sô”: Uai é um recurso de linguagem dos mineiros desde o princípio. Com o avanço do ciclo do ouro, muitas companhias inglesas adquiriram grandes áreas de exploração de minérios. Durante o trabalho, quando indignados com os problemas presentes, os ingleses perguntavam os “porquês” com a expressão “Why sir?” e os mineiros associavam o “Uai” com “Why” pela semelhança na pronúncia. Dessa forma, o uai que antes era usado para uma expressão de surpresa, passou a ser usado como uma interjeição de dúvida ou espanto.

 

 “Lavar a égua”: significa se dar muito bem. Os escravos usavam mulas para carregar pedras para fora das minas de ouro, porém as pedras eram pontiagudas e machucavam os animais, o que atraía muitos insetos. Os escravos usavam a técnica de passar argila na pele para se proteger dos insetos e adaptaram a técnica para os animais. Mas na verdade, a real intenção era a de esconder pequenas pepitas de ouro no meio da argila, pois ao final do dia um escravo era escolhido para lavar o animal e podia se beneficiar das pepitas.

 

“Pra inglês ver”: “significa para despistar”. A Inglaterra foi o primeiro país no mundo a abolir a escravidão e como era uma grande potência, liderava os movimentos abolicionistas no mundo. Um dos países pressionados pela Inglaterra era Portugal. Para agradar os ingleses, algumas leis até foram aceitas no país, mas nunca foram postas em prática. A Inglaterra então aprovou uma lei mais rigorosa que concedia o direito de inspecionar todos os navios portugueses. Como somente os primeiros navios eram vistoriados, os portugueses faziam este com a carga permitida, somente “para inglês ver”.

 

Agora vamos para a parte histórica.

 

 

Todos já aprendemos ou ainda vamos aprender sobre a Independência do Brasil, mas para deixar registrada esta data, trouxemos um resumo da história.

 

Fugindo das tropas francesas, em 1808, a família real portuguesa mudou-se para o Brasil. A partir desta chegada, muita coisa mudou no Brasil, principalmente o desenvolvimento comercial e econômico e isso foi de suma importância para que acontecesse, em 1822, a Independência do Brasil. 

Além disso, boa parte das outras mudanças ocorridas se devem às medidas implementadas por D. João VI, rei de Portugal. Sua intenção era clara de modernizar o Brasil para que deixasse de ser uma colônia e passasse a ser parte do reino de Portugal.

Ainda falando sobre os fatos que contribuíram para a independência do Brasil, temos a revolução Pernambucana, em 1817, que foi reprimida. Três anos depois dessa repressão, o rei D. João VI teve de lidar com insatisfações em Portugal que se manifestaram em Revolução Liberal do Porto de 1820, que foi o ponto de partida para o processo de independência.

Essa Revolução foi organizada pela burguesia portuguesa inspirada em ideais liberais. Um dos grandes objetivos dos portugueses era o retorno do rei para Portugal. 

Outra reivindicação importante dos portugueses foi a exigência de restabelecimento do monopólio comercial sobre o Brasil o que causou grande insatisfação no Brasil, uma vez que demonstrava a intenção dos portugueses em permanecer com os laços coloniais em relação ao Brasil. O rei português, pressionado pelos acontecimentos em seu país, resolveu retornar para Portugal em 26 de abril de 1821.

Com o retorno de D. João VI, Pedro de Alcântara tornou-se regente do Brasil.

Durante os anos seguintes, muitos fatos aconteceram e a insatisfação do povo brasileiro de ser uma colônia de exploração só aumentava, bem como Portugal perdia suas forças no território brasileiro.

Em 28 de agosto de 1822, ordens de Lisboa chegaram ao Brasil com a mensagem que o retorno de D. Pedro para Portugal deveria ser imediato. Além disso, anunciava-se o fim de uma série de medidas em vigor no Brasil e tidas pelos portugueses como “privilégios”, e os ministros de D. Pedro eram acusados de traição.

A ordem, lida por Maria Leopoldina, a convenceu da necessidade do rompimento com Portugal e, em 2 de setembro, organizou uma sessão extraordinária, assinou uma declaração de independência e a enviou para D. Pedro que estava em viagem a São Paulo. O mensageiro, chamado Paulo Bregaro, alcançou a comitiva de D. Pedro, na altura de São Paulo, quando estavam próximos ao Rio Ipiranga. Ele leu todas as notícias e ratificou a ordem de independência com um grito às margens do Rio Ipiranga.

O 7 de setembro não encerrou o processo de independência do Brasil. Esse processo seguiu-se com uma guerra de independência e nos meses seguintes acontecimentos importantes aconteceram, como a Aclamação de D. Pedro como imperador do Brasil, no dia 12 de outubro, e sua coroação que aconteceu no dia 1º de dezembro.

 Para complementar e explicar essa história de uma forma animada, deixamos este link

https://www.youtube.com/watch?v=vsvmee732T8

 

E aí, você já sabia de tudo isso?